Publicidade

A Psicologia que há em nós: A meteorologia afeta o nosso humor? (Escrito num dia de chuva…)

Enquanto a chuva cai lá fora, batendo na terra e deixando o rasto de um cheiro molhado, dou por mim a pensar… É impressionante como nos dias de chuva se sente um inexplicável sentimento de nostalgia. De saudade, de confusão, de reflexão… E sei lá mais o quê, que, como referia, nem se consegue explicar… É neste sentido que dou por mim muitas vezes a pensar sobre algo que muitos de nós até acreditamos: será que realmente a meteorologia influencia o nosso humor? E, se sim, porquê?  Terá a ver com a luminosidade ou com a temperatura? O que mexe cá dentro de nós? O que se passa no nosso cérebro para nos deixar assim, com estas sensações? Com tanta chuva de interrogações na minha mente e a chuva que caí incessantemente na rua, aproveitei o tempo e lancei-me à procura de eventuais respostas…

De facto, parece que estas questões são ainda um pouco misteriosas, não existindo um grande número de estudos científicos a abordá-las… E muitos dos estudos que têm vindo a ser realizados apresentam resultados um pouco inconsistentes.

É certo que as emoções positivas têm impacto em fatores fisiológicos, como os níveis de cortisol no cérebro e até mesmo no funcionamento cardiovascular, influenciando também o nosso desempenho mental (nomeadamente níveis de atenção/concentração e flexibilidade mental). Além disso, os nossos estados emocionais podem, como é óbvio, influenciar as nossas relações interpessoais. Ora, se efetivamente a meteorologia afetar o nosso humor, os impactos deverão ser sentidos nesses níveis também.

O que também é certo é que alguns investigadores referem a existência de um distúrbio afetivo sazonal (seasonal affective disorder – SAD), sendo uma condição que implica episódios depressivos durante os meses de outono/inverno. Estes episódios caracterizam-se pela manifestação das variações normais de humor, mas que acontecem de um modo extremo e incluem sintomas além da variação de humor, como por exemplo variações no padrão de sono, no apetite e nos níveis de energia.

Um resultado interessante do investigador Denissen e colegas (que já data de 2008 e que foi feito em contexto alemão) menciona não existir influência da meteorologia nas emoções mais positivas, mas… Foi encontrada evidência de que a meteorologia (onde se incluem aspetos como temperatura, velocidade/força do vento e luz solar) pode influenciar as emoções mais negativas. Incrível, não é? Mais concretamente, a luz do sol revelou influenciar os níveis de cansaço: A Vitamina D3, que é produzida quando a pele está exposta à luz solar, é capaz de mudar os níveis de serotonina no cérebro e isso provoca oscilações no humor! Outro resultado interessante deste estudo foi o facto de terem encontrado influência negativa da velocidade/força do vento no humor mais “positivo”, durante os meses de primavera e verão. Sabem o que isto significa? Pois… Imaginem-se a irem para a praia num belo dia, prontos para relaxar um pouco… E de repente levantam-se aquelas ventanias, que provocam minis tempestades de areia, que até arrepiam quando chocam com a nossa pele. Lá se vai a boa disposição!… Mas… Retornando ao resultado que referia, de facto, tem, em certa parte, a ver com isto: as pessoas, nesta altura do ano, passam o seu tempo livre mais vezes fora (ao ar livre) e, por isso, o vento forte pode ser sentido como algo desconfortável e influenciar de certo modo o nosso humor… No entanto, este resultado precisa ainda de mais investigação e desenvolvimentos, mas não deixa de ser interessante. Outros estudos têm apoiado igualmente que a quantidade de tempo que as pessoas passam ao ar livre e a época sazonal afetam o humor e a cognição (como, por exemplo, Keller e colegas, 2005).

Todos estes resultados foram bastantes interessantes e despertaram muito mais a minha curiosidade. No entanto, ainda não encontrei outros estudos num contexto mais abrangente que abordem estas influências… Nem estudos feitos mais recentemente… É, portanto, ainda necessário um grande caminho na investigação científica acerca desta temática. Por isso, muitas das dúvidas ficam por esclarecer e as respostas encontradas carecem também de mais desenvolvimentos. Contudo, não deixa de ser um tema interessante para explorar!

E vocês, leitores? O que pensam? A meteorologia afeta, ou não, o nosso humor?

Mariana Assunção

Fontes:

Denissen, J. J. A., Butalid, L., Penke, L., & Van Aken, M. A. G. (2008). The effects of weather on daily mood: A multilevel approach. Emotion8(5), 662-667. https://doi.org/10.1037/a0013497

Keller, M. C., Fredrickson, B. L., Ybarra, O., Côté, S., Johnson, K., Mikels, J., Conway, A., & Wager, T. (2005). A warm heart and a clear head. The contingent effects of weather on mood and cognition. Psychological Science, 16(9), 724–731. https://doi.org/10.1111/j.1467-9280.2005.01602.x

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

NOTÍCIAS MAIS RECENTES