Município de Penacova assinou contrato de concessão para fins hoteleiros do Mosteiro do Lorvão

O contrato de concessão para a reabilitação e exploração turística do Mosteiro do Lorvão, em Penacova, foi assinado esta quinta-feira, dia 18 de março, com a empresa Soft Time Unipessoal.

O imóvel foi entregue a Sérgio Aleixo, empresário madeirense do ramo imobiliário que, num investimento estimado na ordem dos 7 milhões de euros, pretende transformar o Mosteiro do Lorvão num luxuoso hotel de cinco estrelas, já a partir de 2024.

O conjunto arquitetónico, que albergou durante meio século o Hospital Psiquiátrico de Lorvão, é um dos 49 imóveis inscritos no Revive, um programa conjunto dos ministérios da Economia, Finanças e Cultura, que envolve também as autarquias locais, com coordenação do Turismo de Portugal.

A assinatura do contrato de concessão contou com a participação do Presidente da Câmara Municipal de Penacova e da Secretária de Estado do Turismo Rita Marques, e foi transmitida em direto na página do facebook do município.

Sobre o Mosteiro de Santa Maria do Lorvão

Implantado num verdejante vale, o Mosteiro do Lorvão remonta à data da primeira reconquista cristã de Coimbra, em 878 d.C., subsistindo, ainda, elementos arquitetónicos medievais, tais como capitéis românicos nas capelas do claustro.

No século X era já importante o seu estatuto e dimensão. No século XVI, o claustro sofreu remodelações de gosto renascentista e posteriormente todo o conjunto edificado foi objeto de importantes e continuadas obras de cariz barroco, que lhe proporcionaram a imagem majestosa que atualmente possui.

No século XX todo o conjunto foi requalificado para hospital psiquiátrico, tendo sido mantido e reinaugurado o órgão ibérico, exemplar único de dupla face, de dimensões e sonoridade fora do comum enquanto instrumento musical.

O Mosteiro de Lorvão encontra-se classificado como Monumento Nacional desde 1910.

O imóvel será entregue por 50 anos para a instalação de um estabelecimento hoteleiro, num investimento estimado na ordem dos 7 milhões de euros, com início de exploração previsto para 2024.

Além da recuperação do imóvel, o concessionário obriga-se a pagar ao Estado uma renda anual de 37 320,00 euros pela concessão.

Programa Revive

Lançamento do concurso internacional, em 21.12.2018, que contou com a presença, entre outros, da ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, que salientou tratar-se de “uma oportunidade única para atrair investidores”

O Mosteiro do Lorvão, classificado Monumento Nacional, é um dos 49 imóveis inscritos no Revive, um programa conjunto das áreas governativas da Economia, Finanças e Cultura, com a colaboração das autarquias locais e a coordenação do Turismo de Portugal.

Pretende-se, com este programa, valorizar e recuperar o património sem uso, reforçar a atratividade dos destinos regionais e o desenvolvimento de várias regiões do País.

Até ao momento, foram lançados concursos para a concessão de 23 imóveis no Revive, tendo sido adjudicadas 18 concessões, que representam um investimento total estimado em cerca de 138,6 milhões de euros e rendas anuais na ordem dos 2,4 milhões de euros.

O Mosteiro do Lorvão é o 18.º contrato assinado no âmbito do Programa Revive.

Atualmente, está aberto, no Revive, o concurso para a concessão do Mosteiro de Santo André de Rendufe, em Amares.

Em breve, será relançado o concurso para concessão do Hotel Turismo da Guarda e lançados novos concursos para concessão dos Fortes de S. João da Cadaveira e de S. Pedro, em Cascais, e do Santuário de Cabo Espichel, em Sesimbra.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

NOTÍCIAS MAIS RECENTES

Penacovenses pelo país e pelo mundo: Teresa Martins | Guida –...

1
O meu nome é Teresa Martins ou, para a maioria dos meus conterrâneos, simplesmente Guida. Natural da Sé Nova, Coimbra, porém, foi por terras de...