Gastronomia: a tradição feita modo de vida

No seguimento da nossa reflexão sobre a Páscoa, entendemos por bem fazer uma incursão pela gastronomia. Afinal, o tempo pascal é igualmente momento de reunião familiar e a mesa é, por definição, a peça de mobiliário que identifica a família.

Natália Henriques, é proprietária do Restaurante Boa Viagem

O Restaurante Boa Viagem, do Porto da Raiva, na pessoa da dona Natália, conversou com o Penacova Actual. Disponibilizamos aos leitores a memória desse diálogo.

Como podemos a presentar o restaurante Boa Viagem?

O  Boa Viagem, a fazer 40 anos desde a sua abertura, é um restaurante tradicional e familiar. Começou com os meus pais e tem desde o principio a lampreia como ex-libris, mas também investe nos pratos tradicionais da região. Apesar de hoje ser um restaurante até popular além concelho, mantém-se simples e despretensioso com o foco em servir boa comida.

Quais são as principais tradições gastronómicas de Páscoa no nosso Concelho? Qual a sua origem? Assumem a origem mais tradicional/artesanal?

Em Penacova, na altura da Páscoa, os pratos mais procurados são o cabrito, o borrego e a chanfana. Penso que a sua origem tem que ver com a criação de gado ser uma prática muito comum aqui na terra, há uns anos atrás. A tradição de assar em forno de lenha e a forma de marinar a carne foi passando de geração em geração.

Este ano a «saída» de produtos foi certamente distinta. Como se reinventaram? O que correu, apesar de tudo, bem e que veio para ficar?

A adaptação à pandemia foi feita muito à base do serviço takeaway e de entrega ao domicilio, especialmente da lampreia uma vez que estamos na época.  Com a ajuda da câmara foram criados uns kits para conseguirmos levar da melhor maneira a lampreia até casa das pessoas. Posso dizer que obtivemos sempre feedback muito positivo, quer em relação à apresentação dos produtos, quer à qualidade da lampreia que se manteve igual ou muito semelhante à servida à mesa.

Correu de tal forma bem, que é muito possível que a moda de entrega ao domicilio pegue, mesmo pós pandemia!

A adesão das pessoas é significativa? Qual é o vosso perfil de cliente? Vendem para fora do Concelho também?

Acho que o cliente do restaurante Boa Viagem é bastante diversificado. Na época da lampreia, recebemos pessoas de norte a sul do país, salienta-se, fora do concelho de Penacova, Lisboa, Leiria, Viseu, Porto e Coimbra. Este ano, acabamos também por ter que fazer entregas ao domicilio em Lisboa dada a procura.

São um ícone da Gastronomia de Penacova? O que sentem que falta fazer para tornar esta marca ainda mais reconhecida?

Sim, contribuímos muito para a divulgação da gastronomia no nosso concelho.

Acho que ainda há espaço para publicitar mais os pratos do restaurante, sobretudo fora da época da lampreia. Estando aqui mesmo junto ao mondego, temos o ano todo pratos como as enguias, os peixes do rio, os ensopados e as caldeiradas de peixe que muita gente desconhece.

 

Artigo anteriorOs folares da Sofia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

NOTÍCIAS MAIS RECENTES

Penacovenses pelo país e pelo mundo: Teresa Martins | Guida –...

1
O meu nome é Teresa Martins ou, para a maioria dos meus conterrâneos, simplesmente Guida. Natural da Sé Nova, Coimbra, porém, foi por terras de...