Publicidade

Ilustres (des)conhecidos: Maurício Vieira de Brito (1919-1975)

Engenheiro, dirigente desportivo e benemérito, nasceu em Novo Redondo, Angola, a 6 de Março de 1919, e faleceu em Lisboa, a 8 de Agosto de 1975. Era filho de Mário da Cunha Brito, natural da Freguesia de São Pedro de Alva, e de Zenóbia Ramos Vieira de Brito.

Licenciou-se em Agronomia pelo Instituto Superior de Agronomia de Lisboa. Casou-se em 1944 com Rita Angélica de Rollão Preto Santos Marques Vieira de Brito, de cujo casamento nasceram 3 filhos.

Dirigiu o império empresarial criado por seu pai, desde a morte deste em 1953 até ao seu próprio falecimento em 1975.

Presidiu à direcção do Sport Lisboa e Benfica, desde 1957 até 1962, sendo ainda hoje recordado como um dos melhores presidentes que passaram pelo clube tendo este, durante a sua presidência, alcançado duas Taças dos Clubes Campeões Europeus. Ao Eng. Maurício Vieira de Brito também o clube deve, em grande parte, a construção do 3º anel e a iluminação do anterior estádio.

Foi Maurício Vieira de Brito, que a 4 de Março de 1959 deu corpo e vida à Fundação Mário da Cunha Brito, em homenagem à memória de seu pai, dotada de personalidade jurídica, com fins humanitários, caritativos e educacionais, visando especialmente a protecção na infância, na adolescência, na velhice, na maternidade e na doença, as populações necessitadas  da freguesia de S. Pedro de Alva e quando necessário e sem prejuízo destes, as das freguesias de Travanca do Mondego, Paradela da Cortiça, São Paio do Mondego e Oliveira do Mondego.

De salientar que foi também ele que mandou restaurar os altares da Igreja Matriz de São Pedro d’Alva, onde fora baptizado, assim como a Capela de Santo António.

Deve-se-lhe o arranque da  rede de distribuição domiciliária de água ao Alto Concelho de Penacova, obra para a qual contribuiu com avultado financiamento, complementado com o apoio do Estado, quando era Presidente da Câmara Álvaro Barbosa Ribeiro.

O seu nome faz parte da toponímia de S. Pedro de Alva: Largo Engenheiro Maurício Vieira de Brito.

David Gonçalves de Almeida

Fontes: Fundação Mário da Cunha Brito e ruascomhistoria.wordpress.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

NOTÍCIAS MAIS RECENTES