Opinião: Seis municípios promovem o envelhecimento ativo e saudável em rede

0
90

A AD ELO, na figura de Entidade Coordenadora, em conjunto com os Municípios de Cantanhede, Figueira da Foz, Mealhada, Mira, Montemor-o-Velho e Penacova (enquanto Investidores Sociais) desenharam o projeto VirtuALL (POISE-03-4639-FSE-000299) numa participação e contribuição ativa. Esta candidatura, apresentada ao Portugal Inovação Social no âmbito das Parcerias para o Impacto, teve por base uma coesão social e territorial promotora da qualidade de vida da população idosa destes seis municípios, por meio de uma simbiose entre o mais recente conhecimento científico e tecnológico, que potenciou a criação, o desenvolvimento, e a melhoria de práticas, produtos e serviços na área da geriatria.

Este projeto agregador de seis municípios, que junta entidades e cidadãos/ãs com diferentes visões e necessidades, torna possível a criação de um verdadeiro ecossistema de inovação, que através de um olhar partilhado implementa respostas diferenciadas e inovadoras em termos nacionais. Por outro lado, permite a redução das assimetrias locais através de uma coerente atuação que se materializa numa estratégia integrada, coordenada e em rede que visa o envelhecimento ativo, saudável, participativo e interativo.

Como unir seis municípios da Região Centro com o objetivo de encontrar soluções comuns e inovadoras para a promoção do envelhecimento ativo, saudável, participativo e interativo.

O projeto VirtuALL objetivou-se, assim, na criação e desenvolvimento de diferentes produtos e atividades, assentes na melhor evidência científica disponível e em metodologias ativas de participação, que visam a capacitação e o empowerment da pessoa idosa através da informação e do apoio para a adoção de um estilo de vida saudável e, concludentemente, na promoção da sua vida ativa na sociedade.

As soluções tecnológicas (como são o Physiosensing, o PEPE – Portable Exergame for Elderly People e a utilização de tablets) já são a marca deste projeto, potenciam o princípio de inovação social, de equidade e igualdade de oportunidades.

Publicidade

Torna-se basilar, implementar projetos com uma arquitetura aberta, flexível e modular, que consigam dar resposta a situações atípicas e de calamidade, como foi e é o exemplo do Projeto VirtuAll. Dado que, este mesmo projeto, aquando da pandemia COVID-19, ajustou as suas sessões presenciais às normas vigentes e readaptou-se com facilidade a um registo de sessões online, no domicílio da pessoa idosa e reforçou a sua presença nas plataformas digitais.

O balanço positivo que o projeto VirtuALL alcançou até ao momento sublinha a importância da união entre diferentes municípios no desenvolvimento de um ecossistema de inovação único em Portugal, que contempla diferentes soluções integradas e centradas nas reais necessidades da pessoa idosa. O sucesso desta iniciativa impulsiona a ampliação deste ecossistema a outros municípios e até a outros países europeus, em prol do envelhecimento ativo, saudável, participativo e interativo.

Mónica Sousa, psícóloga, criadora, fundadora e responsável pelo PAPI – Programa de Apoio Psicológico no Idoso®

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui