Praia fluvial do Vimieiro recebe a maratona mototurística “Portugal Lés-a-Lés”

0
446
A edição 23 desta grande travessia vai ser uma fuga ao habitual desafio de “fazer a N2”, com uma ligação entre dois extremos de Portugal que será um hino ao mototurismo, na descoberta dos 35 concelhos que fazem parte da Associação de Municípios da N2, das suas paisagens, gentes, património, gastronomia e história, sempre apoiados pela Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2 e com os patrocínios da BMW Motorrad Portugal, BP, Viagens Abreu, NEXX, Via Verde e Dunlop.
Em verdadeira fórmula de sucesso garantido, a Federação de Motociclismo de Portugal apresentou o 23.º Portugal de Lés-a-Lés, desvendando um percurso que oferece autêntico ‘dois-em-um’.
No dia 4 de junho, a Praia Fluvial do Vimieiro vai acolher cerca de 2000 motos, no âmbito da 23.ª edição do maior evento mototurístico do país – o Portugal de Lés-a-Lés – organizado pela Federação de Motociclismo de Portugal. Em 2021 o lema é “Muito Mais Que a N2”, com um percurso de cerca de 1100 km de Chaves a Faro, percorrendo de uma forma mais abrangente os seus territórios.
Prevê-se a chegada dos primeiros motociclistas a partir das 8h00, estendendo-se até cerca das 14H00, sendo de referir que as motos vão chegando de forma faseada, em pequenos grupos, de forma a garantir a segurança rodoviária e as normas de proteção estipuladas pela Direção-Geral da Saúde, no âmbito da situação epidemiológica.
De 2 a 5 de junho, entre Chaves e Faro, com paragens anunciadas em São Pedro do Sul e Abrantes, a grande maratona mototurística volta a atravessar o País com a novidade de, pela primeira e única vez, o fazer ao longo da cada vez mais procurada estrada Nacional 2, ajudando muitos a concretizar um duplo desejo ao longo de um trajeto que, sempre ao longo da antiga espinha dorsal do sistema rodoviário nacional, vai derivar muitas vezes, na descoberta de praias fluviais e miradouros, centros históricos e campos de batalha, castelos e outros monumentos.

Ou seja, para muitos que queriam cumprir os 738,5 km da 3.ª maior estrada do Mundo, a Comissão de Mototurismo da FMP juntou agora a possibilidade de o fazerem de uma forma ímpar, proporcionando ao mesmo tempo a presença num evento único como é o Lés-a-Lés. Uma travessia de Portugal Continental onde as monótonas autoestradas, as incaracterísticas SCUT ou os poucos interessantes Itinerários Principais e Secundários são preteridos em favor das mais pitorescas estradas nacionais e regionais ou mesmo de surpreendentes caminhos municipais.

Ao todo, mais de 1000 quilómetros em 4 dias de puro prazer de condução e descoberta, num evento apoiado pela Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2 e com os patrocínios da BMW Portugal, BP, Viagens Abreu, NEXX, Via Verde e Dunlop.

 

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui