Penacova, Góis e Oliveira do Hospital desenvolvem programa cultural em rede

0
107

Os municípios de Góis, Penacova e Oliveira do Hospital uniram-se no projeto “Viver os Rios”, iniciativa que pretende a valorização do património natural e cultural, foi hoje anunciado.

Em conferência de imprensa, em Góis, foi apresentado o projeto “Viver os Rios”, através do qual vão ser desenvolvidas várias atividades culturais nestes três concelhos do distrito de Coimbra.

A partir dos Rios Alva, Ceira e Mondego, os municípios pretendem valorizar o património natural e cultural de forma a dar a conhecer os três territórios.

Publicidade

“Pretendemos dar outra dinâmica às nossas praias fluviais, tudo o que é a beleza paisagística e hídrica, desde o Rio Ceira, ao Alva até ao Mondego e, ao mesmo tempo, para além da fruição e do lazer que os rios nos oferecem, é também adicionar a componente cultural, gastronómica e a do património”, disse aos jornalistas a presidente da Câmara de Góis, Maria de Lurdes Castanheira.

Este projeto, para além de divulgar as praias fluviais, pretende transmitir informação sobre boas práticas ambientais, uso racional da água ou reciclagem, através de passeios interpretativos e visitas guiadas.

A iniciativa envolve várias atividades para divulgar a ligação aos rios, tradições gastronómicas e ainda a realização de espetáculos com atores culturais locais e nacionais.

“Viver os Rios” vai ter uma aplicação móvel gratuita que permite aos utilizadores o acesso a conteúdos que promovem os municípios e ainda a possibilidade de cada pessoa fazer o seu próprio roteiro.

O desafio foi feito pela Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra, em parceria com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), no âmbito do Programa Operacional da Região Centro – Portugal 2020.

A Câmara de Góis liderou a candidatura e convidou para integrar neste projeto os municípios de Penacova e Oliveira do Hospital, do distrito de Coimbra.

Neste caso, o investimento no projeto foi de 300 mil euros.

“Todos sabemos o impacto da pandemia no setor na cultura e, portanto, é também forma de o Programa Operacional da Região Centro resolver esta situação de crise que se vive, nesta área da cultura”, disse o chefe de divisão na Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDR) Jorge Brandão.

Os visitantes podem consultar toda a programação na página www.viverosrios.pt.

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui