Publicidade

Saudade Lopes

No passado Domingo, as Festas dos Jubilados da Unidade Pastoral de Santa Maria trouxeram à Igreja de Penacova, cerca de 30 casais, que se propuseram a partilhar uma união durante 25, 50, 60 anos; também participaram 2 casais jovens cujo o seu matrimónio se realizou este ano.
 
Gratidão aos seus familiares e amigos que acompanharam a homenagem destes noivos, nestes momentos vincados pela alegria de repetirem a celebração das suas bodas num local Sagrado, que é a Igreja; certo de que aqueles momentos irão perdurar nas suas memórias futuras. Famílias completas, avós, pais e netos reunidos à volta da arte de amar, atentos à beleza da celebração das palavras proferidas pelo celebrante.
 
Casais que enfrentaram dificuldades, mas a firmeza de querem ser felizes e verem seus filhos a saborearem a magia do seu amor, levou-os mais longe na dimensão dos anos em comum. Após a cerimónia, um bolo de aniversário e os chás de ervas e de parreira, os esperava na Casa do Povo de Penacova para complementar a felicidade de se amarem.
Viver esta época Natalícia depende da forma como cada humano ama a sua vida nos valores fundamentais da partilha e no amor. Contudo, cabe a todos planearmos os nossos sentimentos de Luz na nossa vida. Neste fundamento, atrevo-me a refletir na riqueza humana e espiritual que cada um destes cônjuges transportou no seu caminho; cada um foi a Luz na vida do outro, bem como na vida dos filhos e comunidade.
 
Ainda na mesma celebração os nossos Escuteiros (luzes brilhantes da Paróquia) fizeram a partilha da Luz da Paz de Belém, no simbolismo de uma vela que transporta à essência do Natal, o Menino Jesus.
 
Um Domingo, um dia diferente com muita esperança nessa mesma Luz, com muita beleza em várias vertentes. Uma Vila com crianças sorridentes tanto no carrossel, como no teatro “As Partículas Soltas” onde também seus familiares marcaram presença com muita alegria e camaradagem; casinhas com as exposições de artes bem próprias da nossa terra. Realço também a generosidade de todos os que tornaram possível a entrega de bens para cabazes solidários, que serão atribuídos a famílias com menos posses, para que nestes dias, possam ter a mesa composta. Agradeço às mãos que se envolvem e aos corações que se abrem, no momento de repartir, e também às mentes que trocam luzes de rua e o puro consumismo na ajuda ao próximo.
 
Também na Vila de S. Pedro de Alva como na Vila de Lorvão aconteceram grandes momentos, onde a cada um dos grupos com a sua beleza enalteceu o local onde atuou.
Orgulho-me da minha terra, das minhas gentes, que num só dia movimentaram centenas de pessoas com variadíssimas iniciativas e talentos de todos os quadrantes sociais. Foram sem dúvida as Luzes do Natal que encheram as Vilas de Luz Humana. 
 
Fica o desejo de um Santo Natal para todos com o Menino Jesus no Coração.
Publicidade

Artigo anteriorJá pode ser consultada a portaria que regulamenta o alargamento da gratuitidade das creches aos privados
Próximo artigoFamílias carenciadas de Penacova já começaram a receber cabazes de Natal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui